Apoio de 11 ME para industrialização

Aprovados 11 mil milhões de euros para financiar projetos empresariais

No encontro com empresários do Norte no âmbito da iniciativa “A caminho de Hannover”, o Primeiro-Ministro, António Costa anunciou que até 2030, Portugal contará com uma dotação global de 11 mil milhões de euros com o intuito de financiar projetos empresariais. De salientar que esta dotação se encontra distribuída pelos seguintes mecanismos de apoio: Plano de Recuperação e Resiliência e Portugal 2030.

O Primeiro-Ministro, António Costa, salientou durante o encontro dos empresários do Norte, que o mundo se encontra a reorganizar as suas cadeias de valor à escala global, muito por força da pandemia e da guerra, evidenciando que a Europa tomou consciência que não pode depender inteiramente de um país em relação a um determinado produto.

Promover a reindustrialização
A necessidade de reorganizar as cadeias de valor constitui uma oportunidade de Portugal se tornar numa das plataformas europeias de reindustrialização. António Costa considera que Portugal apresenta uma capacidade que lhe permite desenvolver cada vez mais, não só em termos de produção, como também, em relação ao software necessário para a produção, nomeadamente o seu controlo, otimização e melhoria da produtividade.
Em conjunto com a transição nas cadeias de valor, estamos a assistir à digitalização e consequente aposta na indústria 4.0, um fator muito importante para que Portugal se torne num local para investir e a partir do qual se possa produzir e vender bens e serviços para todo o mundo.

Mostrar Portugal
A Hannover Messe 2022 terá lugar entre 30 de maio e 2 de junho de 2022, sendo esta a maior Feira Industrial do Mundo. Portugal será o país-parceiro da edição deste ano, afirmando, António Costa, que é importante mostrar em Hannover, as capacidades e potencialidades do país em termos empresariais. O Primeiro-Ministro considera que a participação em Hannover Messe servirá para inspirar e motivar todos os envolvidos para o futuro que devemos construir.

O Primeiro-Ministro, António Costa, considera que a maior feira industrial do mundo, terá de ser um local onde o país possa afirmar toda a capacidade empresarial que lhe é conhecida.

Patrícia Neves

Partilhar

2022-05-30T12:40:59+00:00
Go to Top