Liderança: Como criar um ambiente de empatia e confiança na sua empresa?

Uma empresa que consiga criar um bom ambiente de trabalho, terá não só benefícios do ponto de vista económico, como também, em relação à retenção de talento. A criação de um ambiente de trabalho psicologicamente seguro não diz respeito a condições de ordem material, mas sim a mudanças na liderança de uma equipa que permitam criar empatia e confiança entre os seus colaboradores.

A saúde mental nas empresas, constitui um elemento a que todos os gestores devem prestar uma atenção mais próxima, uma vez que, a saúde mental de um colaborador terá repercussões na sua produtividade, o que terá posteriormente consequências nos resultados económicos e produtivos da empresa.

Ao longo deste artigo, iremos conhecer alguns elementos que os líderes das empresas devem ter em consideração de modo a criarem um ambiente de empatia e confiança na empresa e transformar o local de trabalho num lugar psicologicamente seguro e motivador para os seus colaboradores.

Tornar a empatia num elemento crítico do seu modelo de liderança
Com o intuito de criar um ambiente de trabalho, no qual os colaboradores se sintam seguros, os líderes das empresas devem integrar a empatia no seu modelo de liderança. As formas de demonstrar empatia por parte do líder são variadas, contudo, o primeiro passo consiste em entender as características e o valor dos seus colaboradores, sendo capaz de percecionar as diferenças entre eles.

Uma liderança com empatia obriga a que os líderes abandonem as suas suposições e preconceitos, que façam as perguntas e que estejam predispostos a ouvir as respostas às mesmas. Um líder que se comprometa a ouvir, tem a possibilidade não só de compreender com maior exatidão a raiz dos desafios humanos, como também, de desenvolverem sistemas de suporte certos para uma empresa, uma equipa, ou mesmo individuais.

Esta forma de liderança contribui também para promover a inovação e a criatividade dos colaboradores, uma vez que os líderes se mostram mais atentos, ouvindo e tendo em conta as opiniões dos seus colaboradores.

Criar uma conexão e capacidade de aceitação desde o líder até aos colaboradores
Os líderes das empresas devem promover uma conexão mais profunda entre a liderança e os colaboradores, o que irá culminar num nível de confiança e conforto mais elevado entre estes constituintes do processo produtivo. Desde sempre que os colaboradores foram ensinados a manter as suas emoções controladas no local de trabalho, sob pena de terem consequências, o que torna difícil estabelecer um nível de confiança e conforto aceitável com a liderança. Deste modo, cabe aos líderes das empresas darem o primeiro passo para o estabelecimento dessa relação de confiança.

Fornecer treino de liderança e gestão
Embora alguns líderes de empresas apresentem uma capacidade impressionante de criar um ambiente de trabalho psicologicamente seguro, a gestão de pessoas é algo que exige um conjunto de ferramentas especificas. Por isso, a formação dos líderes nesta área representa um contributo importante não só para o desenvolvimento dos mesmos enquanto seres individuais, como também, para o desenvolvimento presente e futuro da entidade empresarial.

Todavia, fornecer treino aos líderes com o intuito de ajudarem os colaboradores a lidar não só com o esgotamento, mas também com o regresso ao trabalho, além de criarem um espaço seguro para discussões transparentes e honestas, constitui um elemento fundamental que permite a criação de um bom ambiente de trabalho.

Deste modo, podemos concluir que os líderes de empresas que pretendam criar um bom ambiente de trabalho e aumentar a retenção devem ter em conta a segurança psicológica dos seus colaboradores.

Patrícia Neves

Partilhar

2022-05-20T10:15:58+00:00
Go to Top