PRR prevê 20 M€ para bombeiros

PRR prevê 20 milhões de euros para veículos florestais, equipamentos e formação de bombeiros

O Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, anunciou que o Plano de Recuperação e Resiliência apresenta uma dotação global de 20 milhões de euros com a finalidade de promover a aquisição de 81 veículos florestais e de equipamentos de proteção individual. Além da aquisição dos referidos elementos, os quais são essenciais para os bombeiros, este apoio também prevê a formação de 3300 agentes de proteção civil até 2023.

O Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, salientou que ao valor apresentado por este apoio no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência acresce mais 2,5 milhões de euros para o reforço da capacidade operacional.

12,6 milhões de euros para a aquisição de veículos florestais
Do montante global de 20 milhões de euros previsto neste apoio, cerca de 12,6 milhões de euros destinam-se à aquisição de 81 veículos florestais, naquela que será a maior aquisição desde 1980. A distribuição do montante restante do presente apoio acontecerá desta forma: seis milhões de euros terão como destino o reforço da segurança pessoal dos bombeiros, através da aquisição de Equipamentos de Proteção Individual; a formação de agentes de proteção civil terá uma dotação de um milhão de euros.

Reforço da capacidade operacional
O Fundo de Proteção Social do Bombeiro também terá um aumento superior a 900 mil euros, o que representa um crescimento na ordem dos 100% face a 2021. Este Fundo de Proteção Social passa assim a receber em 2022 um total de um milhão e 800 mil euros.

Papel dos bombeiros no combate a incêndios e na pandemia
Aquando do anúncio dos presentes apoios aos bombeiros, José Luís Carneiro, Ministro da Administração Interna, aproveitou por um lado, para reforçar a importância dos bombeiros no combate aos incêndios, e por outro, para enaltecer a atuação dos corpos de bombeiros no que respeita à pandemia. Durante a pandemia, os Corpos de Bombeiros foram responsáveis por milhares de transportes urgentes e não urgentes, pelo apoio a ações de evacuação de instalações sociais, pela proteção dos cidadãos idosos e por fim, pela operacionalização dos centros de vacinação.

Patrícia Neves

Partilhar

2022-05-24T09:03:09+00:00
Go to Top