Quer melhorar a sua prestação enquanto líder? Conheça alguns dos elementos a ter em consideração

O mundo empresarial apresenta um conjunto de especificidades que implicam a melhor adaptação de todos os seus intervenientes ao seu funcionamento. O papel do líder de uma empresa acarreta uma pressão acrescida, assim como uma maior exigência do seu tempo, elementos que, caso não sejam adequadamente geridos, podem causar um enorme stress. Torna-se assim preponderante que o líder de uma empresa seja resiliente, de modo a enfrentar os obstáculos e desafios, sem colocar em causa, não só a sua prestação enquanto líder como também a rentabilidade do negócio.

Ao longo deste artigo iremos apresentar um conjunto de elementos aos quais o líder de uma empresa deve prestar uma atenção mais próxima, com a finalidade de se tornar num líder mais resiliente. Além disto, também iremos apresentar uma breve consideração sobre a importância da saúde mental do líder de uma empresa.

Importância da saúde mental do líder de uma empresa
Como já é conhecido, a saúde mental representa um elemento preponderante no seio de uma empresa, na medida em que apresenta consequência não só pessoais, como também no desempenho dos colaboradores, o que irá ter repercussões nos resultados financeiros e económicos da empresa.
Uma boa saúde mental facilita o desempenho do papel de liderança, uma vez que, estimula a proatividade, o discernimento e a confiança necessária para uma tomada de decisões concreta e sustentada. Um líder de uma empresa que apresente problemas de saúde mental, ostenta indisposição, dificuldade em dialogar e em gerir as tarefas, o que pode trazer problemas sérios para a organização empresarial, nomeadamente de cariz económico e no decurso do processo produtivo.

Um estudo da Horton International relatou que até 49% dos CEO's lutam com uma condição de saúde mental, como o Burn Out, como resultado de situações de grande exposição ao stress no meio profissional. Além disto, as consequências dos últimos anos de pandemia provocaram um aumento de 25% na ansiedade, depressão, entre outras doenças relacionadas com a saúde mental, em todo o mundo. Torna-se, por isso, fundamental que os líderes das empresas compreendam a importância da conquista e consequente preservação de uma boa saúde mental para, deste modo, conseguirem exercer o seu papel de liderança de uma forma mais assertiva.

Praticar exercício físico é fundamental
Um dos principais elementos que um líder de uma empresa deve ter em conta de modo a tornar a sua atuação mais resiliente assenta na relação entre a saúde física e mental. Tradicionalmente, o líder de uma empresa tem o seu tempo preenchido não havendo espaço para a prática de exercício físico, algo que não deve acontecer. A prática de exercício físico funciona como um elemento que o líder de uma empresa pode utilizar como uma forma de escape do quotidiano acelerado proporcionado pelas exigências da profissão. Um dos principais benefícios da prática de exercício físico para o líder de uma empresa prende-se com a possibilidade de libertar todo o stress acumulado ao longo do dia, de uma forma produtiva. O stress acumulado constitui uma das principais razões que levam os líderes das empresas a tomar decisões erradas ou a apresentar comportamentos fora do normal para a profissão que exercem.

Além de exercício físico, o líder de uma empresa deve reservar tempo para a prática de atividades que estimulem não só o pensamento positivo, como também a inovação e a criatividade.

Equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal
Com um quotidiano acelerado como é o de um líder de uma empresa, torna-se difícil ter paixões pessoais, ou hobbies, uma vez que, podem ser considerados como perda de tempo. Todavia, os hobbies funcionam como um elemento importante para garantir a saúde mental do líder de uma empresa pois permite que este se dedique a outro tipo de atividades, além da sua atividade profissional. Ou seja, ter um hobby permite ao líder de uma empresa manter-se estimulado e animado com algo exterior ao trabalho, o que irá por sua vez incrementar sua criatividade.

Pelo facto de ter uma paixão pessoal ou hobby não relacionado com o seu trabalho, um líder de uma empresa pode ter uma visão completamente diferente do mesmo, permitindo-lhe perceber quais os pontos a melhorar e quais os elementos a ter em consideração, com a finalidade de incrementar a produtividade da empresa.

Desenvolver foco estratégico
O líder de uma empresa deve ter a capacidade de apresentar foco estratégico, ou seja, com o quotidiano acelerado que a profissão acarreta, este deve desenvolver uma estratégia organizacional que lhe permita realizar todas as suas atividades sem deixar nada para trás. A organização de todas as atividades a realizar durante o dia, como por exemplo, verificar e-mails ou realizar reuniões permite a esquematização do dia, garantindo que todos os elementos são realizados e que não existem contratempos, como a marcação de um compromisso para um horário já preenchido. Caso não apresente esta capacidade, o líder de uma empresa deve procurar formas de a desenvolver, pois esta representa um contributo inestimável para o funcionamento de uma empresa.

Resiliência e saúde mental
Os termos resiliência e saúde mental estão relacionados, na medida em que a saúde mental constitui um caminho para atingir a resiliência. Um líder mais resiliente, apresenta uma capacidade diferenciada de reação perante as adversidades inerentes à atividade empresarial, contudo, caso este ostente problemas relacionados com a saúde mental, como é o caso de stress, o mesmo não se sucede. Deste modo, é fundamental que o líder de uma empresa consiga manter uma boa saúde mental, para conseguir liderar a sua empresa de uma melhor forma. Alguns hábitos, como a prática de exercício físico, possuir um hobby, bem como o desenvolvimento de foco estratégico, constituem elementos que permitem a um líder de uma empresa incrementar a sua capacidade de resiliência. Uma empresa mais resiliente, também apresenta uma maior capacidade de retenção de talento, bem como, melhores resultados do ponto de vista económico e produtivo.

Patrícia Neves

Partilhar

2022-05-25T10:25:50+00:00
Go to Top