Agricultura e Sustentabilidade: uma relação amiga do ambiente

A relação entre agricultura e sustentabilidade tem visto a sua preponderância a crescer ao longo dos anos, ao mesmo tempo, que as discussões sobre o meio ambiente e as soluções para a sua proteção também ganham relevo em todo o mundo. Algumas práticas agrícolas, como é o caso da utilização de pesticidas e demais produtos tóxicos, contribuem para a degradação do meio ambiente, sendo necessário a adoção de métodos agrícolas de cariz mais sustentável. A criação de um negócio mais sustentável constitui um elemento de primazia perante os demais concorrentes do mercado, tornando assim possível à atividade agrícola competir com as restantes indústrias.

O que é a Agricultura Sustentável?

O conceito de Agricultura Sustentável define todas as práticas agrícolas que respeitem o meio ambiente, sejam justas do ponto de vista social e que consigam ser economicamente viáveis. A agricultura para ser sustentável deve ter como desígnio garantir às gerações futuras, a capacidade de responder às necessidades de produção e qualidade de vida no planeta.

Existem vários métodos de agricultura sustentável, contudo, a tipologia mais conhecida desta atividade produtiva é a agricultura biológica. Com o surgimento constante de vírus e doenças, a agricultura biológica conquistou uma maior relevância nas sociedades, muito por força da ausência de produtos químicos no decurso do seu processo produtivo.

Agricultura Biológica

A Agricultura Biológica consiste num modelo de produção cujo objetivo se prende com a produção de alimentos e fibras têxteis de elevada qualidade, ao mesmo tempo que promove práticas sustentáveis e de impacto positivo no meio ambiente. Com recurso à utilização adequada de métodos preventivos e culturais, como por exemplo, rotações, adubos verdes, compostagem, entre outros, é possível fomentar a melhoria da fertilidade do solo, assim como, a biodiversidade.

Vantagens da Agricultura Biológica

Além dos benefícios da Agricultura Biológica para a proteção do meio ambiente, é possível destacar um conjunto de vantagens diversificado não só para os produtores, como também para os consumidores:

• Ausência de pesticidas, o que contribui para a promoção de uma alimentação mais saudável e natural;

• A Agricultura Biológica representa uma produção que utiliza exclusivamente produtos naturais, como ferramenta preponderante no tratamento das explorações, protegendo assim a biodiversidade local;

• Esta tipologia de agricultura requer uma quantidade mais elevada de mão-de-obra, aquando comparada com a agricultura tradicional, o que se traduz num aumento do número de postos de trabalho, o que beneficia em grande medida as populações locais;

• Através da utilização de fertilizantes orgânicos de baixo impacto para o solo e da sua empregabilidade nas quantidades certas, é possível diminuir a contaminação de águas subterrâneas e solos;

• Os produtos provenientes de uma produção de cariz ecológico, são, segundo os especialistas, mais ricos a nível nutritivo do que os produtos provenientes da agricultura tradicional;

• A abolição de pesticidas no decurso do processo produtivo contribui para uma melhor qualidade do ar e consequentemente uma incrementação da qualidade de vida dos membros da sociedade.

Desvantagens da Agricultura Biológica

Apesar de todos os benefícios que a Agricultura Biológica representa para todos os envolvidos no processo, desde produtores, consumidores e meio ambiente, a mesma também acarreta algumas desvantagens, as quais iremos conhecer seguidamente:

• Geralmente, os alimentos provenientes de uma produção biológica apresentam traços de qualidade inferior relativamente à sua aparência, como por exemplo, o brilho e o tamanho, aquando comparados com os produtos oriundos da agricultura tradicional. Todavia, apesar do aspeto, estes produtos contêm o valor nutritivo fundamental para a nossa alimentação;

• Os produtos originários da Agricultura Biológica apresentam um prazo de durabilidade mais reduzido do que os alimentos da produção tradicional;

• São produtos que exigem um investimento mais elevado por parte do consumidor para a sua aquisição, devido ao facto de os sistemas produtivos serem mais lentos e de a demanda de mão-de-obra ser mais elevada.

Orientações para implementar uma agricultura mais sustentável

A prática de uma agricultura de cariz mais sustentável representa uma importância preponderante para o meio ambiente e para o desenvolvimento da sociedade. Se tem como objetivo exercer uma agricultura sustentável, existem certas medidas que devem ser tomadas com a finalidade de atingir o desígnio pretendido. Em seguida iremos apresentar algumas dicas essenciais que irão facilitar a implementação de uma agricultura sustentável:

• Distinção clara entre os termos “sustentável” e “orgânico”: o termo “orgânico” significa que o alimento foi produzido sem o recurso a produtos químicos enquanto que o termo “sustentável” se refere à capacidade apresentada por uma exploração agrícola para produzir com um mínimo de prejuízo ambiental. A agricultura sustentável tenta utilizar da melhor forma possível as condições existentes, procedendo à adaptação das culturas ao clima e solo, beneficiando da harmonia entre todos os seres vivos que compõem o sistema agrícola. Deste modo, a agricultura sustentável possui ferramentas que permitem a redução da utilização de aditivos externos, o que possibilitará um menor impacto ambiental;

• Sustentabilidade de uma área de cultivo agrícola: este facto refere-se à capacidade de produção indefinida da exploração agrícola, sem comprometer as gerações futuras. Para avançar neste objetivo, uma exploração agrícola tem de: evitar mudanças negativas e irreversíveis no solo; não utilizar os recursos de forma irracional; e por fim, produzir lucro suficiente para manter e consolidar esta forma de produção;

• Ter especial atenção à fonte de proveniência dos recursos utilizados: para implementar a agricultura sustentável é imperial ter em consideração de onde provêm os recursos utilizados na exploração agrícola, e caso seja necessário tomar medidas para substituí-los por alternativas mais sustentáveis;

• Promover a diversidade de culturas na exploração agrícola: a escolha da prática da policultura em oposição à monocultura causa menos desperdício, assim como, a redução do consumo de combustíveis fósseis;

• Selecionar a mão-de-obra de forma criteriosa: os colaboradores constituem uma parte fundamental no processo produtivo, sendo que a atividade agrícola não é exceção. Para implementar a agricultura sustentável de forma positiva na exploração agrícola é necessária a contratação de trabalhadores que se revejam na defesa da agricultura sustentável e que estejam dispostos a lutar por esta. A redução da dependência de combustíveis fósseis significará irremediavelmente um aumento da dependência de trabalho humano. O trabalho inerente à prática da agricultura sustentável deverá ser realizado por colaboradores experientes que entendam a complexidade do sistema produtivo no qual estão integrados.

A proteção do meio ambiente e a sustentabilidade do planeta para as gerações vindouras representam problemáticas de presença constante na sociedade e no mundo. Tornou-se assim imperial encontrar soluções que permitam diminuir o impacto ambiental das sociedades e demais elementos constituintes destas, como é o caso da atividade agrícola.

Para responder aos desafios ambientais e à demanda constante do mercado pelos produtos oriundos desta, surgiu a Agricultura Sustentável. A Agricultura Sustentável tem como desígnio a adoção de práticas agrícolas que respeitem o meio ambiente, sendo um dos exemplos deste tipo de agricultura, a Agricultura Biológica, cuja importância tem crescido ao longo dos anos. Esta importância crescente da Agricultura Biológica deve-se não só à proteção do meio ambiente, como também, à mudança do estilo de vida da sociedade, a qual opta em grande medida pela inclusão de alimentos naturais na sua alimentação.

Garantir a sustentabilidade e proteção do planeta é um dever de todos, desde cidadãos a atividades produtivas, através da adoção de práticas e alternativas sustentáveis.

Partilhar

2021-08-26T12:31:47+00:00
Go to Top