Gestão de Recursos Humanos: o fio condutor do crescimento de uma empresa

Quando falamos da gestão de uma empresa, para esta ser sustentável, tem de ter origem numa sinergia entre os vários elementos constituintes da mesma. Todos os constituintes de uma empresa devem ser tratados de forma igualitária, contudo é nos Recursos Humanos que se centram todas as ações principais de orientação do processo produtivo. Estes representam um papel preponderante na gestão das empresas, na medida em que, se encontram mais próximos dos colaboradores, sendo os principais responsáveis pela obtenção e retenção de talentos, dois dos elementos primordiais para o funcionamento de uma empresa. Devido ao contexto de mercado, cada vez mais competitivo e rigoroso, a otimização da Gestão de Recursos Humanos representa um papel preponderante para garantir a sustentabilidade de um negócio.

O que é a Gestão de Recursos Humanos?

A Gestão de Recursos Humanos constitui uma área estratégica no ambiente empresarial, a qual apresenta como missão principal gerir os recursos e demais processos, para assim possibilitar que a empresa e os colaboradores alcancem as metas previamente estabelecidas, mantendo uma relação de trabalho positiva.
O papel dos recursos humanos no âmbito da gestão de empresas tem como desígnio garantir que a organização apresente os colaboradores corretos, a desempenhar a função certa e em quantidade correta, para que o decurso do processo produtivo não seja prejudicado. Os recursos humanos encontram-se integrados em todos os setores da empresa, o que permite a estes profissionais conhecer os colaboradores e as suas ambições, mediar conflitos, assim como, criar um ambiente propício para o desenvolvimento pessoal e profissional.

Objetivos da Gestão de Recursos Humanos

Como acontece em todas as áreas integrantes do meio empresarial, a Gestão de Recursos Humanos apresenta um conjunto de objetivos com a finalidade de promover o desenvolvimento de uma empresa de forma sustentada e contínua. Alguns dos desígnios desta área, passíveis de enumeração são:
• Seleção, gestão e união de todos os colaboradores em prol das metas da empresa: neste contexto, a Gestão de Recursos Humanos está encarregue de encontrar os melhores profissionais para o desempenho da atividade produtiva, a sua posterior gestão, assim como, assegurar que os objetivos pessoais destes estão em concordância com os da empresa;
• Aquisição, desenvolvimento e retenção de talentos: este é possivelmente um dos objetivos mais importantes da Gestão de Recursos Humanos, não só pelo fator diferencial que representa perante os demais concorrentes, como também pelo papel preponderante que este representa para a inovação e desenvolvimento dos processos produtivos;
• Mediar conflitos e assegurar a gestão emocional e comportamental dos colaboradores: neste âmbito a Gestão de Recursos Humanos tem como desígnio gerir as discórdias entre funcionários e gestores, para que estas não influenciem negativamente o decurso do processo produtivo. A gestão emocional e comportamental dos colaboradores também representa uma área de intervenção deste setor, os quais constituem fatores externos que influenciam de forma negativa a atividade produtiva.

Exemplos do trabalho da Gestão de Recursos Humanos numa empresa:

• Colocação de anúncios de emprego: visto que são o departamento responsável pelo recrutamento de novos elementos;
• Entrevistas de seleção: têm como incumbência entrevistar os possíveis novos colaboradores, percebendo se estes se encaixam no perfil pretendido para o posto de trabalho em questão;
• Promoção de ações de formação;
• Processamento de salários;
• Gestão de conflitos e negociação com sindicatos.

Vantagens da Gestão de Recursos Humanos

Este setor tem vindo a conquistar um espaço importante no ambiente empresarial nos últimos anos, sendo o seu papel fundamental para o funcionamento das organizações empresariais. Seguidamente iremos descobrir algumas das vantagens da Gestão de Recursos Humanos sustentada numa empresa:
• Contratações mais assertivas: uma boa Gestão de Recursos Humanos permite a implementação de um processo de recrutamento e seleção mais eficientes, diminuindo a possibilidade de erro neste âmbito, algo que costuma acontecer frequentemente e que representa muitas vezes um conjunto de encargos desfavoráveis para a empresa;
• Incremento da motivação e da produtividade: o sucesso de um processo produtivo assenta essencialmente nos colaboradores que lidam com este com mais frequência. Deste modo quanto mais satisfeito e motivado um colaborador estiver, mais produtivo e contributivo este será no âmbito do crescimento da entidade patronal onde exerce a sua atividade produtiva;
• Retenção de talentos: a capacidade de atrair e reter talentos representa um fator de supremacia perante os demais concorrentes em termos de mercado. A implementação de ferramentas de desenvolvimento profissional por parte de uma empresa, como por exemplo, planos de carreira, benefícios de cariz monetário ou de progressão na carreira, como recompensa pelo trabalho realizado, contribui para que a imagem desta seja positiva perante os profissionais no mercado, despertando a sua atenção para a empresa;
• Melhoria do clima organizacional: uma implementação positiva de práticas no âmbito dos Recursos Humanos, contribui para que cada colaborador mostre o seu valor e percecione a forma como as suas atividades no decurso do processo produtivo impactam os resultados deste. Esta melhoria do clima organizacional promove uma redução de conflitos entre funcionários e gestores, produzindo um conjunto de efeitos positivos em termos motivacionais e de qualidade de vida;
• Alinhamento dos objetivos dos colaboradores com os da empresa: o posicionamento dos desígnios pessoais e profissionais dentro de uma empresa, contribui para a união de todos em redor de um mesmo objetivo. Para promover este facto pode ser realizado um conjunto de ações de comunicação, de promoção de eventos com a finalidade de reforçar a coesão do grupo de trabalho.

Estratégias de implementação de uma Gestão de Recursos Humanos sustentável numa empresa

A adoção de uma estratégia de Gestão de Recursos Humanos positiva e sustentada coadjuva o crescimento e desenvolvimento de uma empresa, desígnio comum no mundo empresarial. Conheça algumas ações que permitem a implementação de uma estratégia de Gestão de Recursos Humanos fundamentada:
• Elaboração de avaliações de desempenho constantes: a realização de avaliações de desempenho com periodicidade reduzida aos profissionais de uma empresa, permite percecionar quais são os pontos fortes e fracos de cada um. Após as avaliações de desempenho é imperial que os resultados sejam comunicados aos colaboradores através de uma reunião individual com os recursos humanos, para em conjunto conseguirem encontrar soluções que possibilitem a melhoria dos aspetos mais negativos, promovendo a progressão profissional do colaborador;
• Desenvolver uma análise da organização da empresa: para a implementação positiva de uma estratégia de recursos humanos é necessário compreender a organização da empresa. Assim será possível aos recursos humanos apreenderem qual será a forma mais eficaz de se integrarem nas expectativas, condutas e ambiente da empresa;
• Conhecer o perfil de cada colaborador: quando se procede à contratação de um novo colaborador é primordial inteirar-se das suas qualidades e pontos mais fracos, para que este contribua o melhor possível para o desenvolvimento da empresa. Um conhecimento mais aprofundado das qualidades do colaborador, permite encontrar um posto de trabalho que contribua para o seu crescimento profissional;
• Oferecer ferramentas que possibilitem a evolução profissional dos colaboradores: a oferta de um plano de carreira consistente que permita a evolução do colaborador representa um fator de motivação para os profissionais. Outros elementos como a oferta de prémios ou aumentos de salários, tendo como base o desempenho profissional do colaborador funcionam como incentivos para manter o colaborador motivado em torno das metas empresariais.

A Gestão de Recursos Humanos apresenta um papel preponderante para o crescimento de uma empresa ou negócio, funcionando como o centro nefrálgico de todo o processo produtivo. Apesar de todos os objetivos inerentes à sua atuação, uma das suas principais incumbências consiste em funcionar como uma sinergia entre todos os setores da empresa, assim como, entre funcionários e gestores. A implementação positiva desta estratégia permite responder às demandas do mercado, nomeadamente ao nível da competitividade e da qualidade, e em simultâneo, assegurar a sustentabilidade de um negócio.

Esta forma de gestão pode ser entendida como um investimento da empresa no desenvolvimento próprio e dos seus colaboradores, bem como um incentivo à inovação produtiva. Os resultados inerentes à implementação desta estratégia de gestão não se resumem ao presente, pretendendo-se que estes perdurem no tempo.

Partilhar

2021-08-26T12:26:56+00:00
Go to Top